Download regulamento (.pdf)

Download declaração para menores 18 anos (.pdf)


 

VI CORRIDA DE CARROS DE ROLAMENTOS/TRIKES

REGULAMENTO

Artigo 1º
(Âmbito)

  1. Esta iniciativa, inserida no programa de atividades de 2018 da Vilaventura, visa essencialmente proporcionar uma atividade diferente, relembrando velhos tempos, e dando a possibilidade a todos os participantes de mostrarem a sua criatividade e habilidade, construindo assim autênticos “bólides”.
  2. A organização da prova é da responsabilidade da Vilaventura, sendo a Direcção da Prova, constituída por três elementos, um da Vilaventura, um da Junta de Freguesia e um do Centro Cultural e Recreativo de Vila Cã.
  3. Compete à Direção da prova:
  4. Conceber e montar o circuito em que a prova se vai realizar;
  5. Designar os Júris da prova para vistoria dos carros/trikes e verificação/validação de resultados;
  6. Organizar as corridas;
  7. Designar os fiscais de pista;
  8. Em caso de acidentes, os meios de socorro são contactados de imediato, sendo avisados por escrito da realização do evento;
  9. Tomar, em ultima instância, decisões sobre situações não previstas neste regulamento (decisões estas finais e irrevogáveis).
  10. Dispor de um seguro de responsabilidade civil de acordo com a lei em vigor.
  11. Licenciar e obter as autorizações necessárias á realização da corrida.
  12. A Direcção da Prova julgará e decidirá os casos não previstos por este regulamento.

Artigo 2º
(Inscrições)

  1. A idade mínima de participação é de 6 anos, deverão no entanto, os concorrentes menores de 18 anos entregar junto com a inscrição, uma autorização dos pais ou encarregados de educação, na qual demostrem conhecimento e acordo do Regulamento e da especificidade da prova;
  2. Cada concorrente apenas pode inscrever um carro/trike, e terá que fazer uma doação à organização no valor de 10,00 “Rolamentos”. Se o carro tiver mais que um lugar, o valor da inscrição é por participante. 
  3. O limite de inscrições é de 60 carros/trikes;
  4. Todos os concorrentes terão de preencher a ficha de inscrição, uma vez que constitui formalidade obrigatória para o participante, e ao assinar esse documento expressam o conhecimento integral deste regulamento, (isentando a organização de qualquer acidente, seja qual for a sua natureza);
  5. A inscrição é condicionada à apresentação de seguro desportivo obrigatório, nos termos do Decreto-lei 10/2009;

Artigo 3º
(Programa)

  1. Esta prova realiza-se no dia 12 de Agosto de 2018, com o seguinte programa:

08:00h - Abertura do secretariado para inscrições e entrega de dorsais;
09:30h – Início da verificação e da validação dos carros/trikes;
10:00h - Reconhecimento da pista;
12:30h - Almoço convívio;
14:00h - Início da corrida;
18:00h - Entrega de troféus.

Artigo 4º
(Categorias)
Para a realização do campeonato e respectivas corridas as 6 categorias disponíveis são: Categoria A, Tradicional, Alterado, Tuning, Trikes e Feminina.

4.1) CATEGORIA A: carrinho todo em madeira com 3 ou 4 rolamentos originais em contacto com o asfalto, o sistema de direcção em corda ou similares e sistema de travagem no eixo da frente através da pressão dos pés do participante no asfalto podendo colocar borracha ou similares para proteger o calçado do participante.

4.2) CATEGORIA Tradicional: Carrinhos de rolamentos tradicional (todo em madeira ou ferro/ madeira/ferro ou fenólico similares com 3 ou 4 rolamentos até 13cm de diâmetro inclusive, terão que ser rolamentos originais sem bolachas de fixação/enchimento no centro e sem capas exteriores) os mesmos não podem ter nenhuma alteração nomeadamente na parte exterior que roda em contacto com o asfalto. (Os Carros podem ser feitos de qualquer material ou mesmo ter qualquer configuração, sendo no entanto obrigatório o uso de rolamentos de esferas como rodas.) Dimensões recomendadas da estrutura: até 200 cm de comprimento, até 100 cm de largura.

4.3) CATEGORIA Alterado: carrinhos de rolamentos alterados: madeira/ferro ou outros materiais com rolamentos, originais com diâmetro superior a 13cm, alterados ou duplos ou mais que um rolamento junto na mesma ponta do eixo, ou com rolamentos com ranhuras (fresado) nomeadamente na parte exterior que roda em contacto com o asfalto desde que seja no material original do próprio rolamento até ao diâmetro de 22cm inclusive não sendo permitido capas entre o rolamento e o asfalto frisadas ou não. Sendo no entanto obrigatório o uso de rolamentos de esferas como rodas. Dimensões recomendadas da estrutura: até 200 cm de comprimento, até 100 cm de largura.
 
4.4) CATEGORIA Tuning: carrinhos de rolamentos Tuning todos os que não possuam as características já predefinidas nas categorias anteriores não sendo permitido rodas em borracha PVC e similares. O princípio será o metal em contacto com o asfalto com um rolamento no interior, ou exterior com diâmetro máximo de 31cm. Dimensões recomendadas da estrutura: até 200 cm de comprimento, até 100 cm de largura.

4.5) CATEGORIA Trikes: veículo em ferro ou outros materiais com uma roda frontal de bicicleta e duas rodas traseiras com revestimento de PVC.

4.6) CATEGORIA Feminina: Carrinhos de rolamentos em ferro ou outros materiais c/ tamanho de rolamento não estipulado, em que só podem correr elementos do sexo feminino.

 

Artigo 5º
(Concepção dos carros de rolamentos/trikes)

  1. O único meio de locomoção do veículo autorizado é a força da gravidade;
  2. É obrigatório possuir um sistema de travagem eficaz, que permita reduzir a velocidade num curto espaço, garantindo a estabilidade do carro/trike;
  3. Devem ter dois ou mais eixos, sendo um deles direcional;
  4. Os carros/trikes deverão possuir assento para o piloto, onde o uso de um sistema de acoplagem do piloto ao carro/trike, vulgo cinto de segurança, ficará ao critério do piloto;
  5. É aconselhável a presença, na parte frontal, de uma superfície lisa e visível para afixação do número de participante, que será atribuído no dia da prova;
  6. É proibido quaisquer artefactos que ponham em causa a segurança do(s) condutor(es) ou dos demais concorrentes. Os carrinhos devem ser construídos de modo a oferecer segurança ao piloto e seus adversários, não podendo conter chapas metálicas com arestas vivas, objetos pontiagudos ou cortantes, nem estruturas que possam tornar-se perigosas em caso de acidente. Todos os elementos devem estar devidamente fixados no carro/trike.
  7. É permitido a presença de publicidade nos carros/trikes;
  8. Caso os carros/trikes não cumpram o regulamento e as normas de segurança (apresentem materiais possíveis de causar danos físicos aos participantes ou a terceiros) não poderão participar em nenhuma das categorias da competição.

 

 

Artigo 6º
(Reparação dos carros/trikes entre eliminatórias)

  1. É permitida a reparação dos carros/trikes entre as provas;
  2. Esta reparação terá que ser executada dentro do perímetro da prova, nomeadamente no parqueamento da zona da meta (enquanto aguardam transbordo para a zona de partidas) ou nas boxes na zona de partidas;
  3. Não será aceite na eliminatória seguinte qualquer carro/trike que se apresente em condições que possam vir a resultar em danos para o piloto ou para outrem;
  4. Se consequência de uma reparação, ou outra situação alheia à Direção da Prova, o concorrente não se apresentar na eliminatória seguinte, será desclassificado.

Artigo 7º
(Competição – Verificações)

  1. A participação nesta competição é da inteira responsabilidade dos participantes;
  2. Os carros/trikes em competição deverão ser colocados pelos seus pilotos num local designado como boxes, localizadas no Outeiro- Vila Cã, entre as 8h00 e as 9h30 do dia 14 de Agosto 2016, servindo este espaço como local de exposição ao público;
  3. Neste local, e antes da competição se iniciar será realizada uma vistoria pelo Júri a todos os carros/trikes. Os carros/trikes não aprovados serão eliminados, decisão está, a critério do Júri de carácter final e irrevogável;
  4. Cada piloto inscrito, e após validada a sua participação, receberá um número que deverá fixar na zona frontal do carrinho de rolamentos. A nenhum carro/trike será autorizada a partida sem o número visível;
  5. Será vedada a entrada de automóveis na pista, mesmo que pertencentes a pilotos;

Artigo 8º
(Competição – Segurança dos Concorrentes)

  1. É obrigatório:
  2. O uso de calças;
  3. O uso de camisola ou camisa de manga comprida;
  4. O uso de calçado fechado;
  5. O uso de luvas;
  6. O uso de capacete integral, vulgo “fechado”;
  7. O uso de proteção nos cotovelos e nos joelhos.
  8. Os Pilotos ficam, com a realização da inscrição, cobertos por apólice de Seguro de Acidentes Pessoais e de Responsabilidade Civil;

 

Artigo 10º
(Pontuações / Classificações)

    1. Todas as corridas serão cronometradas a cronómetro manual;
    2. Realizam-se 2 mangas por corrida, os prémios são atribuídos aos melhores 2 tempos na soma das duas mangas;
    3. Prémios por corrida troféus: 1º; 2º; 3º. Troféus;
    4. Os prémios atrás referidos, não impede a organização da atribuição de outros prémios aos melhores classificados bem como a outras participações não referidas neste regulamento.

Artigo 11º
(Competição - Regras nas descidas)

  1. Na linha de partida cada Carro deverá estar com a frente atrás da marca feita no chão, sendo considerada Partida Nula bem como se o Carro se movimentar antes de ser dado o sinal de partida;
  2. O que determina a chegada do participante é o cruzamento da parte dianteira do Carro com linha de chegada “meta”;
  3. O Piloto deverá permanecer sentado no seu carrinho enquanto este estiver em movimento;
  4. Não é permitida a ajuda do público para impulsionar o carrinho;
  5. Não é permitido qualquer contacto do participante com o solo para impulsionar o Carro, devendo o mesmo estar sempre sentado no seu Carro. (sempre que se considere por falta de inclinação da pista a organização informa antes do inicio da corrida);
  6. A corrida só se considera concluída quando o participante e seu Carro atravessarem a linha de chegada juntos, isto é: o participante sentado no seu Carro e com este em contacto com o asfalto;
  7. Em caso de igualdade na soma das mangas da prova no final da prova o critério de desempate será uma manga de decisão;
  8. Serão utilizadas nas Pistas a sinalética seguinte, sendo obrigatório o respeito pelos Códigos impostos:

8.1) BANDEIRA AMARELA – Zonas de perigo nas descidas ou nas curvas. = Carro mais lento ou possibilidade de batida ou capotanço, devendo o carro circular mais lento. Nestes casos, a Bandeira aparece como advertência, cabendo ao Piloto a decisão a tomar;
8.2) BANDEIRA VERMELHA – Perigo na Pista = Descida ou Prova Cancelada;
O Piloto deve terminar de imediato a Prova, sendo desclassificado quem prosseguir.
8.3) BANDEIRA XADREZ – Final da Prova em competição. = Chegada dos Pilotos ao local da linha de chegada, finalizando a sua Prova;
8.4) A organização reserva-se ao direito de utilizar outros tipos de sinalética fixa ou amovível comunicando a simbologia da mesma aos participantes no acto de inscrição de cada corrida.

  1. Não será tolerada a nenhum concorrente qualquer tentativa de agressão verbal ou física, resultante da participação na prova.

Artigo 12º
(Designação do Júri)

  1. A Direção da Prova nomeará um Júri composto por 3 representantes das associações locais de animação turística, desporto e aventura, que será responsável pela avaliação/validação dos resultados nas diferentes provas e consequente atribuição de prémios;
  2. O Júri será presidido por um representante a designar.
  3. O Júri é soberano nas suas decisões.

Artigo 13º
(Atribuição de prémios)

  1. Os 3 primeiros classificados da final dos carros de rolamentos e trikes receberão os seguintes prémios:
  2. Categoria A – 1.º 2.º 3.º Troféu
  3. Categoria Tradicional - 1.º 2.º 3.º Troféu
  4. Categoria Alterados - 1.º 2.º 3.º Troféu
  5. Categoria Tunnig - 1.º 2.º 3.º Troféu
  6. Categoria Trikes - 1.º 2.º 3.º Troféu
  7. Categoria Feminina – 1º, 2º, 3º Troféu
  8. Categoria Júnior - Troféu
  9. Os prémios serão entregues no dia 13 de Agosto, pelas 18h00 horas no local da prova.

Artigo 14º
(Circuito)
Distância Circuito – +/-1100 metros
Altimetria – 285 metros
Inclinação – 10%
Protecções: Naturais / Artificiais
Risco: Médio
Descida: Cronometrada
Mangas: 2 por participante (soma das duas)

 

 

Artigo 15º
(Disposição Gerais)

  1. É proibido o uso de lubrificantes dos Carros no local da partida, ou na Pista;
  2. O local para lubrificação dos Carros será restrito a uma Zona destinada para o efeito pela Organização, denominado por “boxes”;
  3. A lubrificação dos Carros em locais não permitidos para o efeito implica a imediata desclassificação do participante, e será responsabilizado por eventuais consequências ambientais resultantes de tal acção;
  4. É obrigatório o uso de identificação numérica no carro colocada de forma legível;
  5. É permitido o uso de autocolantes do (s) patrocinador (es) no carro, desde que seja afixado devidamente sem por causa a identificação do número atribuído pela organização;
  6. Siga a orientação dos Fiscais de Prova;
  7. Nunca atravesse a Pista até que a organização dê por encerrada a corrida;
  8. A presença de dois travões accionados pelo Piloto é opcional, podendo ser usado um de cada lado. O princípio de funcionamento deverá ser o atrito de borracha com o asfalto;
  9. É expressamente proibido aos participantes permanecerem na linha de meta junto do equipamento de contagem do tempo;
  10. Os tempos só serão divulgados aos participantes após o ultimo ter terminado a corrida/manga, o não cumprimento desta norma desclassifica automaticamente o participante;
  11. Os elementos da parte dianteira do Carro que ameacem a segurança do participante ou dos restantes em Prova, não são permitidos. Os Carros devem ser construídos de modo a oferecer segurança ao participante e seu adversário, não devendo conter objectos pontiagudos ou cortantes, nem estruturas que possam tornar-se perigosas em caso de acidentes. Todos os elementos devem estar devidamente fixados no Carro.

 

Artigo 16º
(Disposição Final)

  1. A participação nesta prova comporta a aceitação das cláusulas do presente regulamento;
  2. Casos omissos neste regulamento serão decididos e resolvidos pela Direção de Prova.

 

Vila Cã, 16 de Junho de 2018

A Organização,
Nuno Carvalho